Peixes
 Plantas
 Galeria de Aquários
 Doenças
 Acessórios/Produtos
 Artigos
 Links
 Vídeos
 Glossário
 Publicações
Foto destaque
Auratus
Topsites de Aquarismo
Seja bem-vindo
Cadastre-se e tenha acesso a todas as vantagens. Clique aqui
Usuário:
Senha:
- domingo, 21 de dezembro de 2014
Home >> Doenças >> Íctio

Íctio ou doença dos pontos brancos

É a doença mais comum entre os peixes de água doce. Causado por protozoário, perfura rapidamente a epiderme e se estabelece entre a epiderme e a derme, deixando um ponto branco, de fácil diagnóstico. Infectam um aquário em pouco tempo. Outros sintomas são nadadeiras fechadas e costumam esfregar-se nas pedras e troncos.

 
Peixes contaminados pela Ictiofitiríase ou Íctio

Como o agente causador não se propaga pelo ar, a contaminação de um aquário sadio se dá pela introdução de um hospedeiro, que na maioria dos casos, pode ser um peixe aparentemente com saúde, pedras e/ou cascalho e, é claro, a água, proveniente de outro aquário, tanque, ou loja de peixes. Cistos de Íctio já foram encontrados, também, em plantas aquáticas, alimentos vivos, e outros animais aquáticos. Atenção especial também às redes e puçás de captura, e demais objetos usados em aquariofilia que entrem em contato com a água e permaneçam molhados.

A temperatura, sendo um dos fatores de grande importância na vida dos peixes, contribui decisivamente para o aparecimento e desenvolvimento do Íctio. Isto explica porque uma epidemia ocorre sempre que peixes tropicais (infestados) são mantidos em temperaturas muito baixas ou, em alguns casos, peixes de água fria (também infestados) em temperatura mais alta. Pelas mesmas razões, a maioria das infestações por Íctio em peixes tropicais parece ocorrer, com mais freqüência, nas estações mais frias ou quando os mesmos são manipulados indevidamente, sem considerar a temperatura.

Sintomas
Pequenos pontos brancos (1mm de diâmetro) em todo o corpo do peixe: boca, nadadeira anal, dorsal, opérculos, nadadeira peitoral e etc. Esses pontos brancos não são o parasita, são os cistos, ou melhor as feridas causada por eles. Depois que o parasita se desenvolveu bastante o peixe fica com uma espécie de "cordão" branco, onde solta milhares de novos parasitas para contaminar outros peixes.

Tratamento
Apesar de ser uma doença temida por sua velocidade de contaminação, não é díficil de tratar, veja o que você pode fazer:

• Elevar a temperatura do aquário para 30 graus;
• Aplicar um parasiticida de ação rápida;
  O ícitio também é vulnerável a azul de metileno, portanto você pode optar por comprar remédios prontos em lojas de aquarismo.
• Ou coloque sal grosso na água, 15g a cada 10 litros por curto periodo de tempo, uma semana, (lembre sempre que o sal não é muito benéfico às coridoras e peixes de couro);
  O sal grosso é bom no tratamento de algumas doenças dos peixes, por exemplo, no tratamento do íctio. Você pode colocar o sal diretamente na água ou, ainda, diluir o sal na água a ser reposta nas trocas parciais ou, ainda, fazer o tratamento em um aquário de quarentena (ou hospital).
• Desligar as luzes do aquário durante o tratamento.

Destaques
A era dos Aquários
A nova onda dos ricos são tanques que chegam a custar até R$ 200 mil
Manutenção
Como se determina a periodicidade de manutenção de um aquário?
Busca
Palavra-chave:
 Enquete
Você faz trocas parciais no seu aquário de:
1 por semana
15 em 15 dias
1 por mês
Outros

Links
Tropica
AquarioMania
AQUAMAZON
Aquallun
EHEIM
© 2008 AquariOnLine